E agora?

Sabe essas pessoas que estão terminando o ensino médio e não fazem ideia do que querem pra depois? Ou até fazem mas não tem certeza? Pois é, nunca imaginei que me tornaria uma delas, mas cá estou eu mais em duvida do que nunca, mas a pior parte é que não estou terminando, já terminei. Sei que é normal sentir essa dúvida, sou bem nova então não tem por que ficar tão desesperada mas sei lá, é algo que tenho que encarar a situação.

large

Quando era mais nova tinha o sonho de ir morar e estudar em outro país ( quem nunca?), mas fui crescendo e me deparando com a triste realidade de que isso não seria possível, pelo menos não agora. Por gostar de escrever queria ser jornalista, por querer viajar queria ser diplomata, mas e se essas coisas estão mais para hobby do que pra trabalho? Não que um hobby não possa ser um trabalho mas fiquei com medo de deixar de ter prazer em fazer essas coisas por se tornarem obrigações ao invés de lazer. Quando comecei meu último ano do ensino médio resolvi pensar em uma profissão mais comum e não vi problema nisso, mas qual profissão? Me deparei com direito, um curso que tenho admiração mas não sei exatamente se gostaria, engenharia outro curso interessante mas será que gosto mesmo de exatas? e o mercado de trabalho como está? Sou tão leiga nisso 😦 E por fim medicina, um curso dos sonhos mesmo, muito bonito, parece ser tão legal estudar a maravilha que é o corpo humano, e o trabalho pode até ser cansativo as vezes mas há o retorno de ajudar as pessoas, um pouquinho de gratidão vai para o médico 🙂 O problema está em passar, fiquei no “quase” duas vezes (por uma vaga) , e bem frustrada por isso.

large1

“As vezes voce apenas tem que parar de se preocupar, pensar e duvidar. Tenha fé de que as coisas vão funcionar. Talvez não como voce planejou, mas apenas como tinham que ser.”

O que acontece agora é que passei em engenharia em uma boa universidade, mas é em outro estado. Provavelmente serei chamada pra direito na federal do meu estado, mas ainda assim fico pensando na medicina. Me culpo por isso, pois fiquei meu ano inteiro enrolando pra pensar no que queria e provavelmente se tivesse decidido teria me empenhado mais e passado. Fazer o que, a vida tem dessas.

Anúncios